Pages

sábado, 8 de agosto de 2015

RESENHA: Objetos Cortantes - Gillian Flynn

Oii galerinha, tudo bem?? Primeira resenha do blog!! *-*


TÍTULO: Objetos Cortantes
TÍTULO ORIGINAL: Sharp Objects
AUTOR(A): Gillian Flynn
EDITORA: Intrínseca
PÁGINAS: 254
 SINOPSE:
Uma narrativa tensa e cheia de reviravoltas. Um livro viciante, assombroso e inesquecível. Recém-saída de um hospital psiquiátrico, onde foi internada para tratar a tendência à automutilação que deixou seu corpo todo marcado, a repórter de um jornal sem prestígio em Chicago, Camille Preaker, tem um novo desafio pela frente. Frank Curry, o editor-chefe da publicação, pede que ela retorne à cidade onde nasceu para cobrir o caso de uma menina assassinada e outra misteriosamente desaparecida.Desde que deixou a pequena Wind Gap, no Missouri, oito anos antes, Camille quase não falou com a mãe neurótica, o padrasto e a meia-irmã, praticamente uma desconhecida. Mas, sem recursos para se hospedar na cidade, é obrigada a ficar na casa da família e lidar com todas as reminiscências de seu passado. Entrevistando velhos conhecidos e recém-chegados a fim de aprofundar as investigações e elaborar sua matéria, a jornalista relembra a infância e a adolescência conturbadas e aos poucos desvenda os segredos de sua família, quase tão macabros quanto as cicatrizes sob suas roupas. 

RESENHA:

Camille Preaker, uma repórter de um jornal em Chicago, vai a sua cidade natal, Wind Gap, a mando de seu editor-chefe, Frank Curry, para cobrir um assassinato de uma garota e o desaparecimento de outra. Lá, ela reecontra sua família, amigos e conhecidos, que escondem segredos obscuros. Remexendo no passado e relembrando memórias que preferia esquecer, Camille passa a investigar a fundo o misterioso caso das garotas de Wind Gap.

Sou muito suspeito para falar deste livro, pois amarei tudo o que a deusa da Gillian Flynn escrever. Mas vamos lá: Objetos Cortantes é um livro incrível, com personagens bem construídos e uma narrativa gostosa de se ler, mas mesmo assim não deixa de ter pontos negativos. Bom, o livro foca mais nos personagens do sexo feminino, e a maioria dos masculinos servem apenas como pano de fundo, tal como Alan Crellin, padastro de Camille. Narrado em primeira pessoa, o livro tem vários altos e baixos, que servem de base para a grande história, vale ressaltar que senti que os assassinatos também eram uma base, que são os problemas familíares de Camille. Anos antes do início do livro, a irmã de Camille, Marian, morreu de motivos suspeitos, e isso abalou muito a protagonista. Também temos os cortes de nossa adorável narradora! Quase todo o corpo de Camille é coberto por um grande léxico, que ela escreve em sua pele com objetos cortantes (dã), e isso causa certo desconforto no leitor. A dor da protagonista emana das palavras, de algum jeito que eu não sei explicar.

Um dos pontos negativos do livro foi a autora demorar um pouco para revelar as coisas no decorrer do livro, o que torna o enredo, as vezes, um pouco maçante. A escrita da Flynn é ótima, fluida e boa de se ler, uma das melhores que eu já vi. E o final é com certeza, surpeendente. Quando o leitor acha que o mistério dos assassinatos já foi resolvido, eis que surge Gillian com seu desfecho sensacional. Objetos Cortantes é um livro que explora a maldade que existe em todo ser humano, e que deve ser lido por todos aqueles que curtem um thriler!



Nenhum comentário:

Postar um comentário